São Paulo – A família do ex-banqueiro e empresário Edemar Cid Ferreira, do Banco Santos, sofreu hoje (1) uma derrota na Justiça. O ministro Hélio Quaglia Barbosa, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), cassou uma liminar que garantia o direito da família do ex-banqueiro de continuar morando em um imóvel da família. Por razões técnicas, Barbosa derrubou decisão anterior, do presidente do STJ, Edson Vidigal, que, em janeiro, havia atendido a um pedido da mulher do controlador do banco, Márcia Ferreira. A idéia é transformar o imóvel em um museu estadual.