Brasília – O ministro Barros Monteiro, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), indeferiu hoje mais um pedido da defesa de Fernandinho Beira-Mar na tentativa de transferí-lo para o Rio de Janeiro. O ministro negou seguimento a um mandado de segurança com o qual Beira-Mar pretendia reverter decisão do ministro Hamilton Carvalhido, que determinou sua permanência em São Paulo.

Barros Monteiro entendeu que, “à luz do interesse público e social, o estado do Rio de Janeiro seria o local menos indicado para que o condenado Luiz Fernando da Costa cumpra sua pena”.

A defesa de Beira-Mar argumenta que ele foi transferido ilegalmente para São Paulo e lá não poderá permanecer porque possui muitos processos no Rio de Janeiro em fase sumária que necessita da sua presença. Com o mandado de segurança, a defesa buscava cassar a decisão de Carvalhido liminarmente. (As informações são do STJ)