Brasília – O presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro Edson Vidigal, determinou a suspensão dos processos do Instituto Nacional de Seguro Social (INSS) que tramitam no tribunal. A suspensão será por sessenta dias, ou até que sejam regularizadas as instalações das Procuradorias que atendem o INSS, segundo informações do Tribunal.

A decisão do STJ foi a pedido da Procuradoria Geral da União, que argumenta que os procuradores estão impossibilitados de trabalhar por causa das precárias condições das instalações, depois do incêndio no prédio onde funcionava o INSS. O incêndio ocorreu no final de dezembro do ano passado. Os funcionários foram transferidos para salas alugadas ou cedidas em outros prédios.