A fiscalização da Prefeitura Municipal de Curitiba para coibir a poluição visual causada por propaganda irregular na cidade causou reação positiva em alguns setores do comércio. Na semana passada, a Associação Paranaense de Supermercados (Apras) procurou a Secretaria do Urbanismo e se colocou à disposição para colaborar com o município no cumprimento da legislação.

Em contrapartida, a prefeitura vai reavaliar o decreto municipal que regulamenta a publicidade ao ar livre. Segundo o diretor de Fiscalização do Urbanismo, José Luiz de Mello Filippetto, o estudo levará em conta as necessidades de preservar a paisagem urbana da poluição visual, sem prejuízos para os estabelecimentos comerciais, principalmente os pequenos.

"É o momento de promover uma interação entre município e comércio local para chegarmos a um denominador comum, onde acima de tudo estejam preservados os interesses do cidadão", comenta Felippetto.

A intenção da prefeitura é debater a questão com a Associação Comercial do Paraná e outras entidades representativas do comércio para estabelecer parcerias nas ações relativas à publicidade irregular.

"Todos perdem com a sujeira visual, principalmente o comércio e a cidade, portanto temos que estabelecer padrões que atendam a todas as necessidades e que eles sejam de fato cumpridos", avalia o diretor.