A TAM e a Varig chegaram finalmente a um acordo com relação ao texto de compromisso para uma futura fusão. O contrato de associação aprovado hoje é o mais próximo do acordo de irreversibilidade pedido pelo BNDES para liberar os recursos das empresas. O plano de fusão prevê ajuda de US$ 600 milhões do banco estatal.

O Banco Fator e o consultor Luciano Coutinho são os negociadores do processo de fusão. A assinatura aconteceu hoje de tarde no Banco Fator e foi confirmado em fato relevante para a Bovespa. A proposta é concluir a fusão 120 dias, com a possibilidade de prorrogar a data por mais 90 dias.

As empresas estiveram reunidas durante a tarde, mas evitaram falar com a imprensa com medo de configurar informação privilegiada.

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) decidiu investigar as maiores empresas brasileiras por possíveis vazamentos de informação. (Correio Web/FolhaNews)