O presidente nacional do PT, Tarso Genro disse, após reunião com parlamentares fluminenses do partido e integrantes do Diretório Regional, que o "PT não aceita que haja qualquer razão para o impedimento do presidente da República".

De acordo com Tarso Genro, o PT deve se mobilizar em defesa do mandato do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. "Vamos fazer dois movimentos interligados: um em defesa do mandato do presidente e outro em defesa do processo de reconstrução do partido", contou ele.

"Estamos dispostos a nos mobilizar dentro do estado de direito e dentro das instituições republicanas em defesa do mandato do presidente", afirmou.

Tarso Genro informou ainda ser necessário um profundo movimento "de renovação, de reconstrução, se não de ?refundação? do Partido dos Trabalhadores". Sobre o pronunciamento do presidente Lula, Tarso Genro destacou que o presidente pediu desculpas à nação, e que ele foi enganado por pessoas que o acompanharam durante um certo momento de sua vida.