O presidente nacional do PT, Tarso Genro, disse hoje (12) que o partido foi pego de surpresa com as declarações do publicitário Duda Mendonça à Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) dos Correios.

Duda falou à CPI que, além de receber pagamentos em dinheiro do empresário Marcos Valério, recebeu depósitos em Bahamas, país caribenho que possui leis que o transformam em paraíso fiscal.

Tarso Genro disse que o fato não é novo na vida republicana, mas afirmou que isso não pode servir de desculpa para as pessoas apontadas pelas denúncias de corrupção.

Genro disse que quer a punição rigorosa de todos os envolvidos e defendeu o presidente Luiz Inácio Lula da Silva. "Não há nenhuma fundamentação moral, nem jurídica, nem política para impeachment. O Partido dos Trabalhadores vai se mobilizar, vai chamar toda sua base social dentro do Estado de Direito para lutar, para afirmar e dar força para o mandato do presidente da República".

Tarso Genro está reunido no Rio de Janeiro com a Executiva Regional do PT para avaliar os últimos acontecimentos.