O presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), ministro Valmir Campelo, está no gabinete do presidente do Senado, José Sarney, a quem acaba de entregar a lista de obras públicas federais com indícios de irregularidades graves, que terão bloqueados os recursos no Orçamento da União para 2005. De acordo com Campelo, o TCU fiscalizou neste ano mais de 400 obras públicas que receberiam recursos de cerca de R$ 20 bilhões, o que representa 90% dos recursos previstos para investimento no setor.

Setenta dessas 400 obras apresentam indícios de irregularidades graves, segundo TCU, tais como sobrepreço, superfaturamento, falhas de projeto ou ausência de licença ambiental. Os recursos destinados a essas deverão ser bloqueados no Orçamento do ano que vem até que, corrigidas as falhas, voltem a receber o aval do TCU.

O presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), ministro Valmir Campelo, está no gabinete do presidente do Senado, José Sarney, a quem acaba de entregar a lista de obras públicas federais com indícios de irregularidades graves, que terão bloqueados os recursos no Orçamento da União para 2005. De acordo com Campelo, o TCU fiscalizou neste ano mais de 400 obras públicas que receberiam recursos de cerca de R$ 20 bilhões, o que representa 90% dos recursos previstos para investimento no setor.

Setenta dessas 400 obras apresentam indícios de irregularidades graves, segundo TCU, tais como sobrepreço, superfaturamento, falhas de projeto ou ausência de licença ambiental. Os recursos destinados a essas deverão ser bloqueados no Orçamento do ano que vem até que, corrigidas as falhas, voltem a receber o aval do TCU.