Foto por: Christophe Simon

O técnico da Argélia, Rabah Saadane, saiu em defesa do goleiro Faousi Chaouchi, que ajudou no 1 a 0 que a Eslovênia fez hoje, na estreia de ambas as seleções nesta Copa. “É o melhor que eu tenho e não penso em trocá-lo”, avisa.

“Errar é do futebol. Não ponho a culpa nos jogadores (em Ghezzal, que levou cartão vermelho, e no goleiro)”, minimiza o treinador.

O capitão Koren, aos 36 minutos, bateu de fora da área, sem muita força, mas o goleiro não calculou bem e a Jabulani acabou no fundo da rede.

O técnico, por mais que não queira tirar Chaouchi no jogo contra os ingleses, prevê um futuro difícil para os Raposas do Deserto: “Essa era uma partida que nós e a Eslovênia brigávamos pela segunda vaga, mas desperdiçamos essa chance”, disse.

Koren, de longe o melhor jogador da partida, admitiu que o fator sorte ajudou no lance: “A bola e a grama artificial também”, acrescenta.