Representantes das 22 regionais da Secretaria de Estado da Saúde e de 46 municípios que possuem equipes completas para a execução de ações de Vigilância Sanitária de Alimentos e mantêm convênio com a Secretaria e o Ministério da Saúde estão participando do evento “Inocuidade em Alimentos – Análises de Perigos e Pontos Críticos de Controle”. O seminário começou segunda-feira da semana passada e se estenderá até a próxima sexta-feira, em Curitiba. O objetivo é treinar 81 profissionais, divididos em três turmas, para que determinem os pontos críticos de controle dos alimentos no ponto de fabricação.

Os participantes do curso fizeram uma visita técnica a uma indústria e determinaram os pontos críticos do controle de alimentos. “Os profissionais analisaram de forma prática todos os pontos, desde a matéria-prima usada na fabricação do alimento até a chegada do produto ao consumidor, para que todo o processo se realize com a melhor qualidade”, afirmou Ronaldo Pizzo, coordenador do evento e técnico da Divisão de Alimentos da Vigilância Sanitária da Secretaria da Saúde.

A primeira etapa do curso ocorreu em agosto do ano passado, quando 450 profissionais de todos os municípios do Estado foram treinados em Boas Práticas de Fabricação (BPF) de Alimentos. Nesta segunda etapa, o treinamento é ministrado por nove instrutores da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) de Belo Horizonte, Goiânia, Brasília, São Paulo e Florianópolis, para turmas com 27 alunos em média.