Técnicos da Secretaria do Meio Ambiente, do Instituto Ambiental do Paraná (IAP) e da Superintendência de Desenvolvimento de Recursos Hídricos e Saneamento Ambiental (Suderhsa) conheceram os investimentos e as obras que a Sanepar está executando em todos os municípios do Litoral.

O gerente regional da Sanepar Denílson Belão explicou as conseqüências positivas das obras para o meio ambiente. ?Estes dados vão auxiliar os demais técnicos dos órgãos ambientais. Conhecendo as regiões onde a Sanepar está promovendo a despoluição ambiental, por meio das ligações de esgoto, ficará mais fácil interpretar os resultados das análises que o IAP está fazendo durante a temporada, para indicar os níveis de balneabilidade?, explica Belão.

Segundo ele, agora, será possível medir a eficácia das milhares de ligações de esgoto que a Sanepar estará disponibilizando, de modo especial em Guaratuba, onde os moradores estão sendo autorizados a fazer a ligação domiciliar à rede da Sanepar. ?Acreditamos que ainda nesta temporada, somente com as novas ligações, cerca de 40 mil toneladas de esgoto, por mês, deixarão de ser lançadas no meio ambiente?.

Nos demais municípios, os sistemas de coleta e de tratamento de esgoto devem entrar em operação até o final de junho de 2006. Por meio do Paranasan estão sendo investidos cerca de R$ 100 milhões para ampliar, ou implantar a coleta e o tratamento do esgoto doméstico.