O Plano de Desenvolvimento Integrado de Turismo Sustentável da Área Prioritária (PDTIS) para Foz do Iguaçu foi aprovado pelos técnicos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). A aprovação ocorreu após uma semana de análise dos projetos turísticos previstos para o município na primeira etapa do financiamento do Programa de Desenvolvimento do Turismo do sul (Prodetur/Sul).

Dentre as obras consideradas prioritárias em Foz do Iguaçu estão o Marco das Três Fronteiras, o Centro de Recepção Turística, a reforma na Ponte da Amizade, a revitalização das avenidas Brasil, JK e Jorge Schimmelpfeng, a conclusão do Centro de Convenções e a melhoria do acesso ao Refúgio Biológico de Itaipu.

O programa prevê investimentos de US$ 330 milhões de dólares para o Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Mato Grosso do Sul. (Leia mais na edição de amanhã do jornal O Estado do Paraná)