Brasília ? A nova loteria da Caixa Econômica Federal, mais conhecida como Timemania, está prestes a ser aprovada no Congresso Nacional. O ministro do Esporte, Agnelo Queiroz, acredita que a autorização dos parlamentares sairá logo depois do Carnaval.

A Timemania ajudará os times de futebol a pagar dívidas e retomar a capacidade de investimento e financiamento. A estimativa da Caixa Econômica Federal (CEF) é que a arrecadação inicial da nova loteria seja de R$ 500 milhões por ano.

"A Timemania vai resolver um problema crônico que todo mundo dava como insolúvel: a situação das dívidas dos clubes. Esses R$ 800 milhões que os clubes devem aos cofres federais irão retornar e os clubes vão honrar seus compromissos", disse Agnelo, hoje (23), em entrevista a emissoras de rádio da rede Radiobrás .

De acordo com o ministro, caso o clube volte a ter débitos, a agremiação ficará impedida de participar do campeonato de futebol e não poderá parcelar a dívida em 180 meses. "Ninguém vai pagar esse preço. O clube vai manter em dia Receita, Previdência, Fundo de Garantia, além de prestar contas do balanço e ter auditoria independente", acredita Agnelo.

Segundo o ministro, a Timemania vai beneficiar também o desenvolvimento do esporte brasileiro. Cerca de 2% dos recursos da nova loteria serão aplicados no esporte educacional. Mais 1% servirá como incentivo para o desenvolvimento do esporte nos clubes sociais.