Pela primeira vez na história, a tocha olímpica irá percorrer cinco continentes antes da abertura dos Jogos Olímpicos, em 13 de agosto próximo em Atenas, na Grécia. A chama olímpica chegará ao Rio de Janeiro dois meses antes, no dia 13 de junho, trazida da Cidade do Cabo, na África do Sul, pelo presidente do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), Carlos Arthur Nuzman.

Esta também será a primeira vez na história dos Jogos que a tocha virá a um país da América do Sul. Da Base Aérea do Galeão, a tocha seguirá para o estádio do Maracanã, onde será acesa. O ex-jogador Pelé, eleito o ?Atleta do Século 20?, iniciará o revezamento. Além dele, outros 120 esportistas participarão do revezamento, num trajeto de cerca de 49 quilômetros, passando por 17 bairros da cidade, com uma duração prevista de 8 horas.

O final do périplo da tocha será no Parque do Flamengo, na zona sul do Rio, onde a chama deverá chegar por volta das 17 horas. O último participante, que conduzirá a tocha até um grande palco montado no local, será o jogador Ronaldo, da Seleção Brasileira e do Real Madrid.

Para encerrar a festa no Flamengo, a Prefeitura do Rio realizará um grande show, com a participação de 40 artistas da música popular brasileira.