Era para ser um treino tranqüilo no Corinthians neste sábado pela manhã, mas cerca de dez torcedores invadiram o gramado do campo do Parque São Jorge por volta das 10h30 para pedir explicações e exigir uma reação do time no Campeonato Brasileiro. A equipe ocupa a 17.ª posição, com nove pontos, e está na zona de rebaixamento, no Campeonato Brasileiro

O fato provocou um constrangimento geral e os seguranças tiveram trabalho para retirar os invasores. Eles foram retirados do campo e saíram da Fazendinha aos gritos de "queremos jogador". Na confusão, os torcedores dirigiram suas palavras aos atletas em geral, mas o meia Roger, o zagueiro Marinho e o ex-capitão Betão foram os que estavam no meio do tumulto

Por causa dessa confusão, vencer o Flamengo neste domingo às 16 horas, no Morumbi, virou obrigação, já que é a última partida antes da paralisação do Campeonato Brasileiro.

?O jogo contra o Flamengo ganhou uma dimensão muito importante. Não acredito que o Corinthians vá lutar para não cair ao longo do campeonato, mas, nesse momento de intertemporada, é muito importante estar longe da zona de rebaixamento. O rótulo de rebaixamento deixa uma conotação psicológica muito ruim?, diz o técnico Geninho.

A entrada de Rubens Junior deve ser a única alteração em relação ao time que perdeu para o Goiás por 1 a 0, na quinta-feira. Fato comemorado pelo técnico Geninho. ?Pela primeira vez, vamos conseguir manter quase a mesma escalação. Com isso, teremos um entrosamento melhor e, espero, um rendimento também melhor?, planeja o treinador. Gustavo Nery, Edson e Bruno Octávio permanecem contundidos e estão vetados.