Rio de Janeiro Traficantes da Favela Barreira do Vasco, em São Cristóvão, zona norte, lançaram uma granada na noite de quarta-feira contra policiais civis que procuravam por suspeitos do assassinato do inspetor Roberto Santana da Rocha, morto na madrugada de quarta, no mesmo bairro, em uma das ações criminosas que aterrorizaram a cidade. A granada não explodiu.

Cerca de cinqüenta suspeitos foram detidos e levados para a carceragem especial Ponto Zero, em Benfica, onde a polícia passou a levantar as fichas criminais.

Houve intenso tiroteio entre os policiais e os traficantes e três pessoas foram baleadas. Dois seriam criminosos e uma mulher teria sido atingida por bala perdida. Eles foram levados para o Hospital Geral de Bonsucesso.