A transição para o novo modelo do setor elétrico deverá durar cinco anos. As novas regras deverão ser adotadas completamente somente em dezembro de 2008. Este foi o cronograma apresentado hoje pela ministra de Minas e Energia, Dilma Rousseff, em reunião com representantes de associações do setor elétrico. O presidente da Associação Brasileira das Distribuidoras de Energia Elétrica (Abradee), Orlando Gonzalez, disse que a transição começaria no próximo ano e, até lá, as regras seriam detalhadas pelo ministério.

A ministra garantiu que um dos pressupostos do novo modelo é o respeito aos contratos. Não foi discutida a possível mudança do IGP-M como indexador de contratos do setor. (Leia mais na edição de amanhã do jornal O Estado do Paraná)