A denúncia crime sobre o uso de um caixa 2 na campanha que reelegeu o prefeito Cássio Taniguchi (PFL) será analisada pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) na sessão de quinta-feira, dia 30. As investigações estão sendo realizadas desde novembro de 2001, mas só agora  o Tribunal irá definir se o processo para investigar uma suposta omissão de gastos por parte da Coligação Curitiba Sempre Com Você será ou não aberto.

A denúncia, proposta pelo procurador eleitoral João Gualberto Garcez Ramos, baseia-se na omissão de gastos que somariam R$ 632.547,48 segundo documentos apurados no inquérito realizado pela Polícia Federal. Para o procurador, Cássio Taniguchi realizou quarenta e oito vezes a conduta prevista como crime pelo artigo 350 do Código Eleitoral. (Leia mais na edição de amanhã de O Estado do Paraná)