Após uma denúncia anônima, três homens foram presos pela Polícia Federal acusados de falsificar cartões de banco na agência da Caixa Econômica Federal do bairro Kobrasol, no município de São José, em Santa Catarina.

Os três assaltantes de banco, Alexsandro Segovia Ferreira, Douglas Fernandes Pereira e Cristiano José Faustino, atuavam em São Paulo, segundo a PF. Eles possuem mandados de prisão em aberto, expedidos pela Justiça de São Paulo por assalto a banco e receptação. Alexsandro tem cinco mandados de prisão; Cristiano dois; e Douglas responde a processos por esses crimes.

Os bandidos instalavam o equipamento conhecido como "chupa-cabra" no local onde os usuários colocam o cartão. Com isso, os dados dos clientes ficavam armazenados e mais tarde eram descarregados em um computador. Uma fita magnética era impressa e colocada em um cartão magnético virgem. Em seguida, sacavam o dinheiro das vítimas.

O trio chegou à agência da Caixa Econômica às 9h50, escondeu o carro próximo a uma lanchonete e se separou. Os agentes já estavam no local, observando os criminosos. Alexsandro entrou para verificar se o "chupa-cabra" estava bem fixado em uma das máquinas e fingia usar outros terminais. Dessa maneira, os clientes teriam que usar o caixa eletrônico preparado para a clonagem. Os outros ficaram do lado de fora para dar cobertura. Os três foram presos em flagrante.