O Tribunal Superior do Trabalho (TST) encerra, às 17 horas, a audiência de conciliação entre a Empresa Brasileira dos Correios e Telégrafos e a Federação dos Empregados nos Correios (Fentect) iniciada na terça-feira (20). Hoje (22), o TST vai receber a defesa da Fentect referente ao dissídio coletivo ajuizado ontem (21) pela ECT depois de a categoria ter rejeitado a proposta apresentada pelo presidente do Tribunal, Vantuil Abdala, e acordada pelas duas partes.

Em assembléias realizadas pelos 33 sindicatos filiados à Fentect, 14 recusaram os termos do acordo, que previa reajuste salarial de 8,5% a partir de 1º de agosto, abono de R$ 800,00 para os trabalhadores admitidos até 31 de julho deste ano e 3,61% em fevereiro de 2006, como antecipação de parte da referência salarial (a título de promoção por antigüidade). Na audiência desta quinta-feira (22), a expectativa é de que seja indicado o ministro relator do dissídio, assim como marcada a data do julgamento da ação.