O corregedor do Senado, senador Romeu Tuma (PFL-SP) vai pedir hoje ao presidente da CPI dos Correios, senador Delcídio Amaral (PT-MS), que ele e assessores da comissão informem quem são as pessoas que pedem o sumiço de documentos e a exclusão de nomes da lista dos que teriam seus sigilos bancário, fiscal e telefônico quebrados. Delcídio disse à revista Época que não sabe quem são essas pessoas, mas que suspeita tratar-se de parlamentares que estão com os mandatos ameaçados.

Tuma também vai pedir à comissão que aprove requerimento de sua autoria, apresentado há algum tempo, que pede a ajuda da Interpol para rastrear contas no exterior, que teriam recebido dinheiro do esquema do mensalão, e a do publicitário Duda Mendonça. Segundo Tuma, a tática de analisar os requerimentos de convocação por ordem cronológica tem atrapalhado os trabalhos, deixando para o final os pedidos de maior urgência para investigação.