Usuários e motoristas em processo de renovação da carteira de habilitação estão aprovando o novo sistema eletrônico desenvolvido pela Celepar-Informática do Paraná para o Detran/PR para atendimento ao cidadão na área de habilitação de condutores de veículos automotores. O novo sistema supre todas as atividades relacionadas ao processo de habilitação e reabilitação, mudança e adição de categoria, tratamento a estrangeiros e procedimentos relacionados à renovação periódica dos exames de aptidão física e mental e o respectivo acompanhamento do histórico dos motoristas.

Além disso, contempla o gerenciamento das empresas e profissionais credenciados junto ao Detran para a realização dos exames requeridos para o processo de habilitação, bem como dos centros de formação de condutores. Nesta primeira fase, o sistema contempla um total de 130 funções que compreendem desde a primeira habilitação até a integração com o Sistema de Registro Nacional de Carteiras de Habilitação (Renach), agenda e resultados de exames e controle de infrações e consultas relativas a todos os processos de trânsito.

Desenvolvido em software livre, o sistema utiliza a linguagem de programação Java e banco de dados PostGreSQL. A arquitetura tecnológica e todo o processo metodológico de trabalho tiveram como suporte o Framework da Celepar, um conjunto de ferramentas para desenvolvimento de sistemas eletrônicos padronizado pela estatal paranaense. O projeto piloto do novo sistema foi instalado na Circunscrição de Trânsito (Ciretran) de Campo Largo e está concluindo sua fase de testes. A partir da próxima semana ele começa a ser instalado nas outras 98 Ciretrans do estado. A previsão da Celepar é de que até junho o sistema estará instalado em todas as unidades.

Curso e prova

Segundo as resoluções 168/169 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), para a renovação da licença, os motoristas cuja primeira habilitação ocorreu antes de 1998 têm duas opções: frequentar curso de atualização sobre noções de direção defensiva e primeiros socorros num centro de formação de condutores, num total de 15 horas/aula, ou realizar prova de conhecimentos. A exigência começou a vigorar no último dia 6 de fevereiro.

Para aqueles que optarem pela realização das provas, o Detran disponibilizou o conteúdo do curso em seu site (www.pr.gov.br/detran), no link ?curso de atualização?. Quem freqüentar o curso presencial é dispensado da prova. Para ser aprovado, o motorista deve acertar pelo menos 70% das questões. Quem não atingir esse quorum em duas tentativas deverá freqüentar as aulas em um centro de formação.

Os motoristas que já renovaram suas carteiras sem terem participado do curso e também não fizeram a prova terão que fazê-lo no próximo vencimento do documento. Já, aqueles que passaram pelo curso de reciclagem para condutores infratores do Detran/PR estão dispensados desses procedimentos.

A empresária curitibana Viviane do Rosário de Oliveira do Nascimento, 29 anos, que reside em Campo Largo, foi a primeira motorista paranaense a realizar a prova para a renovação de sua carteira no último dia 9 de fevereiro. Habilitada desde dezembro de 1996, ela foi aprovada depois de acertar mais de 70% das questões. Viviane confirmou ter se preparado através do site do Detran e de um vídeo educativo exibido pela TV Detran momento antes da prova. Ela achou a prova bem elaborada e disse que basta uma leitura atenta das questões para ser aprovado.

Viviane também opinou sobre o novo sistema eletrônico, afirmando que ele facilitou a renovação de sua carteira, permitindo que todo o processo fosse concluído em apenas uma semana. O chefe da 51ª Ciretran de Campo Largo, Jaires Caldart, também elogiou o novo sistema. ?Ele tornou nossos serviços muito mais ágeis, beneficiando usuários e a população que depende de nosso trabalho?, disse. Ele destacou o tempo recorde em que o sistema foi desenvolvido pela Celepar. ?Trabalhos como este servem como exemplo de que é possível conciliar desenvolvimento tecnológico com os interesses do cidadão?, destacou Caldart.