A Vai-Vai chega ao carnaval de 2010 em meio às comemorações do aniversário de 80 anos da escola, fundada em 1º de janeiro de 1930. A data será lembrada durante o desfile no sambódromo do Anhembi e em comemorações ao longo do ano, que incluem o lançamento de um documentário sobre a história da escola. O aniversário da Vai-Vai também coincide com os 80 anos da Copa do Mundo. A combinação desse duplo Jubileu de Carvalho (celebração de 80 anos) será o tema do samba-enredo intitulado “É bom no samba, é bom no couro”, que parte do futebol para contar uma história de superação de povo brasileiro.

Essa história começa pelo abre-alas, um acoplamento de três carros alegóricos que relembra as origens africanas do País. Em outro carro, a escola quer reunir jogadores de diferentes edições da Copa do Mundo. Segundo o diretor de Carnaval, Louviral Almeida, o desfile foi planejado para ter equilíbrio, sem que um setor se sobreponha aos demais. “Talvez, apenas o primeiro setor tenha um impacto mais forte, porque resgata a africanidade da população. Isso cria um senso de identificação muito grande,” acredita Almeida.

A Vai-Vai será a sétima e última escola a desfilar no primeiro dia. Ela deve entrar na avenida às 4h45 (madrugada de sábado), com 4 mil componentes espalhados em 29 alas. A rainha Camila Silva e a madrinha Amanda Françozo acompanharão os 300 componentes da bateria.

Na ala dos convidados, aparece uma figura polêmica: o delegado da Polícia Federal Protógenes Queiroz, famoso por comandar a operação da PF que prendeu o banqueiro Daniel Dantas. Depois de participar de um ensaio da escola, o delegado confessou ter gostado bastante do samba, e acabou recebendo o convite para fazer parte do desfile no Anhembi. “Mas avisei que quem manda sou eu”, brincou Edmar Thobias, presidente da Vai-Vai. “Eu que mando prender e soltar aqui”, disse. Na avenida, Protógenes vai usar calça e sapatos brancos e uma bata com temas africanos. Além de Protógenes, a escola deve contar também com a presença do técnico Vanderley Luxemburgo.

A Vai-Vai é a recordista em títulos do carnaval paulista, com 13 campeonatos, o último conquistado em 2008. Para conseguir uma nova vitória, a agremiação preta e branca contou com um orçamento superior a R$ 2 milhões.

História

O calendário da escola em 2010 traz ainda o documentário “Vai-Vai – 80 anos nas ruas” com lançamento previsto para abril. A produção contará a história da escola a partir do depoimento da Velha Guarda, carnavalescos, sambistas e pessoas próximas, como o ministro dos Esportes, Orlando Silva, e a apresentadora Eliana. A direção do documentário é de Fernando Capuano, o mesmo do filme Hotel Atlântico.

Segue a letra do samba-enredo da Vai-Vai:

Vem, meu amor

Quero te ver nessa folia, bis

Vem comemorar

80 anos de alegria.

Eu viajei e vislumbrei essa história

num lindo conto de magia

oitenta páginas de glórias

“orei, mãe África”.

Peço licença a seus orixás

a negritude que herdei de ti

me fez vencer tantas batalhas

eu superei guerras e adversidades

e hoje brindo a liberdade

é show de bola essa emoção.

Corta o beque, faz a finta, olé

Majestade soberana, Pelé

A voz do povo que ecoa da favela é Mandela.

O mundo foi jogando na retranca,

o futebol a única esperança.

A democracia e a globalização

deram aos craques supervalorização

e agora o “bixiga” faz a festa

“vão bora” minha escola a hora é essa.

Vai-Vai, celeiro de bambas

Um só coração, a ginga e o samba

A copa realmente hoje é do povo

trazendo de novo

o sonho de gritar “é campeão”.