Desde o começo do ano, a Prefeitura de Curitiba teve que repor 1.822 lâmpadas, 165 luminárias e 3.745 metros de cabos que foram depredados ou furtados por vândalos. O prejuízo acumulado até outubro é de R$ 112 mil. Esta quantia equivale ao gasto mensal médio do Departamento de Iluminação Pública na compra do material para reposição de toda a cidade.

"Com este dinheiro, a Prefeitura de Curitiba poderia ampliar a rede ou modernizar o sistema de Iluminação pública da cidade. Quando se depreda, a Prefeitura gasta também na recuperação, pois exige o deslocamento de equipes, que poderiam trabalhar em outras regiões da cidade, que ficariam mais seguras", analisa o diretor de Iluminação Pública da Prefeitura de Curitiba, Ivan Luiz Alves Martins. Ele acrescenta que são 50 lâmpadas depredadas por semana e 200 lâmpadas por mês.

Só neste ano, os vândalos deixaram 34 praças e parques no escuro, com o furto de cabos elétricos. Um dos casos mais recentes foi o furto de cabos da Praça 29 de Março, no Bigorrilho. Para evitar futuros ataques, as tampas que dão acesso aos cabos tiveram que ser lacradas. O mesmo procedimento foi adotado no Teatro do Paiol, onde os vândalos roubaram os cabos e luminárias da iluminação cênica do Paiol.

Martins conta que o vandalismo acontece em toda a cidade, com ataques contra luminárias e lâmpadas. Existem casos, que a luminária se torna alvo de armas de fogo ou de pedradas. Para diminuir este tipo de ação, a Prefeitura de Curitiba colocou em algumas partes da cidade luminárias de policarbonato, mais resistentes.

Outra medida para diminuir o prejuízo com o vandalismo, foi a reativação do Espaço da Luz, uma espécie de museu que mostra a história da iluminação pública de Curitiba. Alunos das escolas municipais. estaduais e privadas visitam o local conhecendo o sistema de iluminação pública. Em um dos espaços – a Sala do Vandalismo -, existem equipamentos da iluminação pública depredados, para conscientizar os alunos dos danos que este tipo de comportamento causa. "O resultado é que muitos alunos voltam para casa e contam para a família o que viram e passam a proteger melhor o patrimônio", diz Martins. O Espaço da Luz fica na rua Emílio de Menezes, 450, São Francisco. Informações pelo telefone 3350-9719.