Brasília – As variações de crescimento da economia são normais e o governo continua trabalhando com a perspectiva de que o país cresça 4% neste ano. A avaliação foi feita pelo ministro da Secretaria Geral da Presidência, Luiz Dulci, ao comentar o crescimento de 0,5% do Produto Interno Bruto (PIB) ? a soma de todas as riquezas produzidas no país – no segundo trimestre.

?Pode ser cumprida sim. Há variações. Há trimestres mais fortes e isso acontece sempre. Continuamos trabalhando com a perspectiva de 4%, com a menor inflação da história do país?.

Questionado sobre a perspectiva de crescimento do PIB em relação a outros países emergentes, que tiveram melhores resultados, Dulci afirmou que o país saiu ?em 2002 de uma situação de gravíssima crise econômica e financeira e que era necessário, primeiro, recuperar a estabilidade, criar condições sólidas para o crescimento sustentado?. Para ele, ?isso é gradativo?.

Para o ministro, o crescimento que o PIB vem apresentando é ?muito significativo, sobretudo levando-se em conta que está havendo distribuição de renda?.

Dulci fez as declarações antes de participar do 1ª Congresso Interamericano e educação em Direitos Humanos, que começou ontem em Brasília e vai até sábado.