O laticínio Família Germânia, localizado na colônia alemã de Witmarsum (no município de Palmeira), começou a produzir leite tipo A homologado pelo Serviço de Inspeção Federal (SIF), que garante a segurança sanitária e de regras no processo de produção. A variedade, considerada mais pura, vai abastecer principalmente a capital Curitiba.

LEIA TAMBÉM:

>> Pinhão o ano todo, já descascado? Produtores do Paraná criam processo e embalagem a vácuo

>> Mais de 14 mil empregos devem ser criados no Paraná após obras em cooperativas financiadas pelo BNDES

Foto: divulgação.

Manfred Rosenfeld, que comanda o laticínio, explica que o leite tipo A é feito sem misturas (não há mistura de leite de uma fazenda com o de outra), é totalmente produzido na própria fazenda (não há transporte cru até uma indústria, por exemplo) e exige um cuidado especial do rebanho. Com isso, ele aponta, consegue-se uma bebida mais fresca e com mais qualidade.

Com uma produção de 4,3 bilhões de litros de leite por ano, o Paraná se posiciona como um dos líderes na produção leiteira no país — fica atrás apenas de Minas Gerais. Deste montante, no entanto, o leite tipo A ocupa apenas uma pequena fração, já que é mais difícil de produzir e não concorre com variedades com preço mais baixo e mais mercado, como o longa vida.