A interrupção da trajetória de queda na taxa de juros e o processo de alta do dólar tiveram efeito direto nas vendas de carros importados no País. Segundo os números das afiliadas à Associação Brasileira das Empresas Importadoras de Veículos Automotores (Abeiva), foram comercializadas 768 unidades em maio, ante 983 veículos em abril  uma retração de 22%. Em relação a maio de 2001 (1.369 unidades)  a redução foi de 44%.

O fraco desempenho comercial dos importados na comparação com o ano passado tem sido freqüente. Nos primeiros cinco meses do ano, as vendas caíram 48,1%. As dez importadoras da associação comercializaram 4.374 unidades de janeiro a maio, ante 8.427 veículos vendidos no mesmo período do ano passado.

A participação das empresas associadas à entidade no mercado de importados no período foi de 8,3%, ante um market share de 11,9% nos primeiros cinco meses do ano passado. A fatia das importadoras nas vendas totais de veículos no mercado ficou em 0,7% de janeiro a maio.