As vendas de automóveis e comerciais leves somaram 121.707 unidades em agosto e foram 2,95% menores do que em julho deste ano. Em comparação com agosto de 2003, porém, a trajetória se mantém ascendente, com alta de 29,38%. No acumulado do ano até agosto, as vendas de automóveis e comerciais leves chegaram a 922.802 unidades, com aumento de 13,25% sobre os primeiros oito meses de 2003.

Os dados constam do relatório divulgado hoje pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), representante das concessionárias. Os números são baseados nos emplacamentos de veículos novos nacionais e importados do Registro Nacional de Veículos Automotores (Renavam).

A comercialização de caminhões continuou bastante aquecida, puxada principalmente pela atividade do agronegócio. O total comercializado de caminhões em agosto (7.312 mil unidades) foi 3,34% maior do que em julho deste ano e 36,55% maior do que em agosto do ano passado. De janeiro a agosto, as vendas de caminhões somam 53.069 unidades, 23,73% mais do que no mesmo período em 2003.

Liderança – Segundo a Fenabrave, a Fiat fechou agosto na dianteira das vendas de automóveis (sem considerar comerciais leves), com 25,9% de participação. Está quase empatada com a GM, com 24,91%. O terceiro lugar ficou com a Volkswagen, com 22,61%. Na área de caminhões, há empate entre as líderes Mercedes-Benz (30,83%) e Volkswagen (30,35%).