A Câmara de Vereadores de Curitiba vai instalar na semana que vem uma Comissão Especial de Investigação sobre a saúde privada que atua na capital. Os cinco vereadores que compõem o grupo vão investigar hospitais, clínicas, planos de saúde e empresas de remoções médicas.

De acordo com o vereador Ney Leprevost, autor do requerimento para a instalação da comissão, os nomes dos vereadores devem ser indicados no início da próxima semana. O vereador explica que resolveu investigar o sistema privado de saúde em Curitiba porque recebeu muitas reclamações. “Ouço muitas reclamações de pessoas que foram mal atendidas ou tiveram casos de negligência”, afirma. Segundo Leprevost, “o objetivo não é ficar fazendo denúncia, mas sim detectar os problemas e propor soluções.”

Depois de definidos os nomes dos cinco vereadores que vão compor a comissão, a intenção é criar um disque-denúncia. Além disso, serão chamados para prestar depoimento representantes do Procon/PR, proprietários de estabelecimentos, entre outros. Também estão previstas visitas aos locais que foram denunciados.

O problema da saúde privada acontece em todo o País. Porém, segundo Leprevost, a Câmara Municipal pode investigar esse assunto porque “essas empresas podem ser nacionais, mas só funcionam com o alvará da Prefeitura.”

O vereador conta que a repercussão sobre a investigação já é grande. “Tem muita gente ligando para o meu gabinete, mas estou pedindo para esperarem um pouco, só até a comissão estar totalmente formada.” Leprevost já avisa que o grupo de investigação só vai levar as denúncias para frente se elas forem passadas por escrito ou em depoimentos para membros da comissão.