O ministro-chefe da Casa Civil, José Dirceu, disse hoje que, nos próximos dois anos de mandato, o governo vai se concentrar em viabilizar o desenvolvimento brasileiro. "Para viabilizar o crescimento do país, nós precisamos financiar o desenvolvimento, financiar o investimento. Esse é o maior desafio dos próximos anos: como viabilizar o financiamento e o desenvolvimento no país?", afirmou durante balanço da reunião ministerial realizada nesta sexta-feira e sábado na residência oficial da Granja do Torto, em Brasília.

Dirceu ressaltou porém que não é possível pensar em desenvolvimento sem que haja distribuição de renda e inclusão social. "O desenvolvimento do país tem que ser um desenvolvimento econômico e social. Essa é uma diretriz clara do nosso governo e a razão de ser do nosso governo é o social", disse. Além disso, destacou a importância do combate a corrupção e ao crime organizado. "Não podemos pensar no desenvolvimento do país sem o combate sem tréguas a corrupção e ao crime organizado", completou.

O ministro disse que o esforço do governo é combinar a política econômica, o financiamento público, os investimentos do orçamento geral com medidas que incentivem e alavanquem o investimento privado. Segundo ele, para que o investimento privado cresça no nosso país, é necessário: estabilidade econômica, responsabilidade fiscal e controle da inflação. "Sem isso tudo, o restante, é ilusão", afirmou.