A viagem do Flamengo para a Bolívia, na noite de ontem, não saiu como o esperado pela diretoria. Com duas horas de atraso no vôo até Santa Cruz de la Sierra, o grupo perdeu a escala para Sucre. Com isso, toda a programação do técnico Ney Franco para a partida contra o Real Potosí teve de ser refeita.

Desta forma, os jogadores só devem seguir para Sucre hoje. Para fugir da altitude, o grupo ficará hospedado na cidade até a noite de quarta, quando viajará para Potosí, que fica cerca de 4 mil metros acima do nível do mar.

"Trabalhamos bem a parte física e tática. Nossa preparação para enfrentar a altitude foi criteriosa", contou o meia Juninho Paulista.

O Flamengo não disputa a Libertadores desde 2002. Por esse motivo, o clube colocou a competição como o principal objetivo para a temporada.

"Não acho que nossas dificuldades para a estréia vão se resumir à altitude. Observamos o adversário e vimos que é um time de qualidade. Temos que estar muito atentos", contou o técnico Ney Franco.

O jogo contra o Real Potosí acontecerá amanhã, às 21h45 de Brasília. Além do time boliviano, o Flamengo terá como adversário na fase de grupos o Paraná e o Maracaibo (VEN).