Uma ação conjunta de várias equipes da Polícia Militar prendeu cinco integrantes de uma facção criminosa, nas proximidades do pedágio da BR-277, na Serra do Mar. Uma metralhadora com três carregadores (com 30 munições cada) foi apreendida, além de dois coletes balísticos.

No início da madrugada de quinta-feira, policiais do 9º BPM receberam a denúncia de que uma quadrilha fortemente armada estaria reunida em uma residência na Vila Marinho. “Mais tarde, após a prisão, descobrimos que provavelmente eles cometeriam crimes na região, aproveitando o feriado prolongado e a movimentação intensa de turistas”, capitão César Kamakawa, comandante da 2ª Companhia do 9º BPM.

Os policiais se deslocaram até o endereço citado onde localizaram um grande número de munições e um colete balístico, sendo que quatro homens, que estavam no local, foram presos e outros quatro fugiram pelos fundos da casa. Pouco tempo depois, a equipe foi informada de que um Gol branco foi roubado nas proximidades e abandonado em seguida, na região portuária.

Um dos suspeitos que fugiu, ainda durante a fuga, roubou um segundo veículo, um Voyage branco, fazendo seu proprietário como refém. Os policiais souberam que o automóvel foi visto transitando em alta velocidade pela BR-277, em direção à Curitiba. Um cerco foi realizado na região com o apoio de equipes de Morretes, de São José dos Pinhais, de Curitiba, do Batalhão de Operações Especiais (BOPE) e da Agência Central de Inteligência.

Nas proximidades da praça de pedágio da BR 277, os policiais abordaram o automóvele pegaram com o condutor mais um colete balístico e a submetralhadora, além dos três carregadores com as munições.

O homem feito refém também acabou preso. “Na delegacia, ao consultar a identificação da vítima, os policiais constataram que ele possuía em aberto um mandado de prisão por falta de pagamento da pensão alimentícia”, explica o capitão.