Divulgação
Seis envolvidos em
roubos foram capturados.

Seis pessoas foram presas nas últimas horas, em São José dos Pinhais, em uma operação conjunta entre a Polícia Civil e Militar. Estão atrás das grades: Sandro Carlos Machado, 19; Davi Souza Santana, 19; Juliano Gomes Guimarães, 21; Eduardo Pegnant, 19; Márcio Duarte da Silva, 20 e Vinícius Vargas Martins, 27.

O delegado Osmar Dechiche, titular da DP local, ressaltou a importância das operações realizadas no município. "O índice de crimes contra o patrimônio reduziu 30% e de homicídios em 70% depois do início das operações", informou o policial, avisando que as ações conjuntas vão continuar.

Dechiche contou que três dos seis presos foram autuados em flagrante por roubo de veículos. Sandro foi preso de posse de um Fiat Marea tomado em assalto em São José dos Pinhais. "O Davi e o Juliano residem na Borda do Campo. Eles roubavam veículos para retirar os acessórios e vender. Estamos investigando quantos carros eles já depenaram no município", disse o delegado. Ele ainda comentou que o número de ocorrências de roubos de carros diminui deste o início do ano. Segundo o titular da DP de São José dos Pinhais, em janeiro deste ano 45 carros foram levados pelos marginais naquela cidade, sendo que destes, 32 foram recuperados. Em setembro último foram recuperados 29 de 33 carros roubados e furtados. "Com a continuidade das operações, a tendência é que este índice diminua ainda mais", salientou o policial.

Fichados

Na mesma operação, Eduardo foi preso por furto. "Este rapaz já responde inquérito por receptação", informou o delegado. Vinícius também foi autuado pelo mesmo crime. Ele tem diversas passagens por furto. Márcio foi autuado em flagrante após ter roubado um estabelecimento comercial na cidade. No momento da prisão, o assaltante tentou enganar os policiais se identificando com o nome de seu irmão, mas a fraude foi descoberta. Márcio mentiu porque é foragido da Colônia Penal Agrícola (CPA), em Piraquara, onde cumpria pena por roubo e homicídio.

Apesar do xadrez da Delegacia de São José dos Pinhais estar superlotado com 163 detentos, num espaço onde a capacidade é para 40, Dechiche deu ordem para os policiais encarcerar os criminosos. "Aqui a tolerância é zero. Polícia tem que prender. Estamos aguardando que a Justiça decrete 15 prisões preventivas, que já solicitamos", avisou o delegado.