Uma força-tarefa da Polícia Militar prendeu nesta quarta-feira (01) dois homens suspeitos de assaltar esta semana policiais militares do Batalhão de Fronteira, sediado em Marechal Cândido Rondon.

Uma força-tarefa da Polícia Militar prendeu nesta quarta-feira (01/08) dois homens suspeitos de assaltar esta semana policiais militares do Batalhão de Fronteira, sediado em Marechal Cândido Rondon.

O armamento levado dos policiais – duas pistolas ponto 40, um fuzill 556, um par de algemas, dois coletes balísticos, carregadores e munições das armas – foi recuperado. Além das armas pertencentes à PM, foram encontrados com eles mais dois revólveres calibre 38 e uma pistola 9 milímetros.

“Uma ação conjunta de várias unidades da PM e um bom levantamento de informações permitiu chegar aos suspeitos”, diz o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Roberson Luiz Bondaruk.

A força-tarefa foi composta por policiais militares do Batalhão de Fronteira, do 11º e do 7º Batalhão, da 5ª Companhia Independente de Umuarama, do Batalhão de Operações Especiais (Bope) e do Grupamento Aeropolicial (Graer).

A primeira ação da força tarefa ocorreu por volta das 16 horas de quarta-feira, quando os policiais prenderam na cidade de Moreira Salles um homem conhecido como “Grilo”.

Ele confessou que participou da ação criminosa e repassou à PM informações que, reunidas com outros dados coletados anteriormente, ajudaram as equipes policiais a chegar, por volta das 23 horas, a outro homem, conhecido como “Vovô”, que foi preso. A dupla, um de 22 e outro de 27 anos, possui passagens pela polícia.

“Questionado pela PM, o homem contou onde estavam as armas, que foram encontradas em um matagal, cobertas pelo mato”, conta um dos policiais militares que participaram da ocorrência. As armas foram encontradas no distrito de Jaracatiá, em Goioerê, próximo a Campo Mourão.