A frente do ônibus ficou destruída.
Motorista e ajudante morreram no local.

Dois mortos e 30 feridos. Este foi o saldo de um acidente ocorrido às 11h de sábado, no quilômetro 639 da BR-376, próximo da divisa ente o Paraná e Santa Catarina, envolvendo o ônibus da empresa Samistur do Brasil, placa KEL-5787, de Goiânia (GO), conduzido por Paulo Sérgio Ataíde dos Santos, 40 anos. O motorista e seu ajudante, James Melo Lima, 34 anos, morreram no local. Os passageiros, todos estudantes de medicina de uma faculdade de Belém (Pará), foram levados aos hospitais São José, Unimed e Dona Helena, em Joinville (SC).

Batida

Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal, testemunhas disseram que o motorista do ônibus – que havia saído de Belém e se dirigia a Porto Alegre (RS) -tentou evitar uma batida na traseira de um caminhão e acabou perdendo o controle do veículo.O ônibus saiu da pista, pela direita, e colidiu com um barranco, tombando em seguida.

A maioria dos 28 vítimas atendidas nos hospitais São José e Unimed teve ferimentos leves e estava sendo liberada já no início da noite. Permaneciam internados no Hospital Dona Helena o estudante Tiago Pereira, 24, e Tatiane Witz, 22.

Com o choque violento contra o barranco, a parte da frente do ônibus ficou totalmente destruída e cheia de terra. O coletivo tombou. Bombeiros e populares trataram de desvirá-lo, para conseguir remover a terra e salvar o motorista e seu ajudante, mas não conseguiram retirá-los com vida das ferragens. (VB e RO)

Em Curitiba e RM trânsito deixa mais dois mortos

No final da tarde de ontem, duas pessoas morreram em acidentes em Curitiba e Região Metropolitana. Uma colisão na Rodovia do Xisto, em Araucária, por volta das 17h30, envolveu um veículo Escort, placas AGS-2247, de Campo Largo, e um Monza, placas AEA-5272, de Araucária. O condutor do Monza, Mário José Czia, de 44 anos, morreu no local. Outras sete pessoas ficaram feridas e foram levadas para o hospital da cidade.

Já no início da noite, a jovem Andréia Teixeira, 19, foi atropelada na Rua Cleto da Silva, Vila Hauer. Ela também morreu no local. Testemunhas disseram à polícia que um Monza, cuja placa não foi anotada, atropelou a moça e fugiu do local sem prestar atendimento. (BM)

Professora morre em choque com poste

A professora Mariza Sponholz dos Santos, 46 anos, perdeu a vida ao colidir o Fiat Uno, placa CCE-3206, contra um poste. O acidente ocorreu às 4h da madrugada de sábado, na Avenida Manoel Ribas, em frente a Igreja das Mercês. Com o choque a professora teve morte instantânea.A Delegacia de Delitos de Trânsito registrou a ocorrência e informou que a causa do acidente será apurada posteriormente, após o resultado dos laudos realizados pela Polícia Científica.