Quatro pessoas perderam a vida nas estradas ao redor de Curitiba, na sexta-feira à noite e sábado de madrugada. Na BR-277, por volta das 19h50 de sexta, em Campo Largo, Airton Gequelin, 34 anos, foi atropelado ao cruzar a rodovia com sua bicicleta. Ele foi colhido pela caminhonete F150 placa CSQ-1222, conduzida por Elizabete Gomes Damasceno, 42 anos. Os outros dois acidentes ocorreram na BR-116. Às 6h10 da manhã de sábado, no quilômetro 22, em Fazenda Rio Grande, o Tipo placa KGE-3244, conduzido pelo metalúrgico João Paes, 35, seguia no sentido Curitiba quando colidiu frontalmente com o Santana BIN-0881. João dava carona a outros quatro colegas de trabalho, entre eles Nilton de Lima, 34, que morreu na colisão. O Santana era conduzido por Cristiano Olandino da Costa Tavares, que tinha como carona sua namorada, Rosemary Farias Tavares, 24 anos. Segundo informações, eles voltavam de um bailão e o acidente foi causado porque Cristiano, embriagado, dormiu ao volante antes de uma curva. Ele fugiu do local, mas foi preso no hospital, quadno tentava ser medicado, dizendo que havia levado uma surra.

Na mesma rodovia, porém no quilômetro 68, em Campina Grande do Sul, um duplo atropelamento ocorreu horas depois. Duas mulheres foram atropeladas por um veículo que trafegava sentido Curitiba e que se evadiu do local. Uma delas, Maria Gonçalves dos Santos, 18 anos, morreu. Ela vestia calça jeans azul, camiseta e jaqueta vermelhas. A outra vítima foi levada em estado gravíssimo e inconsciente ao Hospital Angelina Caron, em Campina Grande do Sul.