João Mário Kochanny, 53 anos, é suspeito de se aproveitar da boa-fé das pessoas e do prestígio do Hospital Erasto Gaertner para arrecadar dinheiro. Ele foi preso na tarde de quarta-feira, quando tentava sacar um cheque em uma agência bancária. João foi encaminhado para a Delegacia de Furtos e Roubos (DFR) e autuado em flagrante por estelionato.

Segundo as investigações, o homem se passava por representante do hospital e procurava comerciantes, pedindo colaborações para a campanha de combate ao câncer de colo de útero.

Cheque

O delegado Luiz Carlos de Oliveira contou que uma das vítimas entregou um cheque e ligou para o hospital, onde foi informada que não existia ninguém autorizado para arrecadações.

“A vítima foi sustar o cheque e viu o falsário, na fila do caixa”, explicou. “Se alguém foi lesado por João, pode entrar em contato com a DFR, pelo telefone 3218-6106”, pediu o delegado.