O cantor Evandro Gomes Correia, de 35 anos, acusado de ter matado a ex-mulher, Andréia Cristina Bezerra da Nóbrega, de 31 anos, e tentado matar o filho Lucas, de 6, quer se apresentar à Polícia, disse ao Jornal da Tarde a irmã dele, Evandra Gomes Correia, de 34 anos. Andréia morreu na terça-feira ao cair do 3º andar do prédio onde vivia, em Guarulhos, na Grande São Paulo. Lucas também caiu, mas parou no parapeito e sobreviveu. Ele fraturou o maxilar.

Segundo Evandra, Correia quer “mostrar a verdade”. Pela versão dele, Andréia teria atirado o filho pela janela do terceiro andar do prédio onde morava e, em seguida, teria se jogado. “Ele quer se apresentar ao delegado e quer mostrar o que realmente aconteceu”, disse a irmã, ontem à noite, por telefone.

Segundo a versão que Correia contou à irmã, Andréia se jogou após uma discussão entre o casal. Evandra justificou o fato de o irmão ter saído do prédio sem prestar socorro à ex-mulher e ao filho, que estavam caídos na calçada e no toldo, por medo de linchamento. “Ele sabia que seria incriminado e havia muita gente no local.” De acordo com ela, o cantor ligou para um amigo, identificado como Coelho, que seria do Corpo de Bombeiros. “Ele pediu ao amigo que acionasse os bombeiros”, disse. “A ligação está registrada.” As informações são do Jornal da Tarde.