Está preso no Setor de Carceragem da 15.ª Subdivisão Policial o rapaz que, na segunda-feira (09) de manhã, foi o autor de uma tentativa de homicídio ocorrida na região do Bairro Brasmadeira, em Cascavel.

Luiz Felipe Oliveira da Silva, 18 anos, ao saber que havia sido identificado como autor do crime, resolveu se apresentar espontaneamente na terça-feira (10) à tarde, na companhia de uma advogada.

Ao ser interrogado sobre a tentativa de matar Tiago José de Oliveira, o rapaz confessou o crime e alegou que ainda no domingo, foi agredido durante uma confusão ocorrida no autódromo de Cascavel.

Perguntado sobre a arma usada na tentativa de homicídio, Luiz Felipe afirmou que havia perdido durante a fuga. Ocorre que horas depois da apresentação de Luiz Felipe, tiros foram disparados em frente a casa dele, possivelmente como represália.

Ainda na terça-feira à noite, cerca de 40 minutos depois, os mesmos atiradores que estavam em uma motocicleta, efetuaram disparos em frente a residência de um amigo dele, identificado como Josnei, e que estaria envolvido na confusão. Dois desses tiros atingiram a pequena Gabriela Ferreira da Silva, de apenas 3 anos de idade. A menina foi socorrida e morreu horas depois.

Os policiais da Delegacia de Homicídios trabalham desde a ocorrência dos crimes e toda a investigação é coordenada pelo delegado Pedro Fernandes de Oliveira. Com a morte de Gabriela, os investigadores resolveram localizar o rapaz que havia se apresentado na terça-feira à tarde. Na manhã desta quarta-feira, ao ser surpreendido pelos policiais, ele estava com uma arma na cintura e foi preso em flagrante.

O próximo passo é identificar as pessoas que efetuaram os disparos que provocarem a morte de Gabriela. “Vamos esclarecer esse crime o mais rápido possível”, ressalta o delegado Pedro Fernandes de Oliveira, que preside as investigações.