Três acusados de roubar uma chácara na divisa de Bocaiúva do Sul com Campina Grande do Sul foram presos por uma equipe da Força Samurai no início da noite de sexta-feira. Eles foram reconhecidos pelas vítimas, caseiros de uma família de madeireiros.

O roubo foi por volta das 21h. Luciano de Almeida Gomes, 34 anos, Gilson Ribeiro, o “Paulista”, de 37, e Leandro de Oliveira Santos, 22, procuravam pelo dinheiro dos empresários, mas não encontraram nada e acabaram levando apenas os pertences dos caseiros.

Por volta das 19h, os policiais do serviço velado localizaram o carro de Luciano, um Peugeot, em um supermercado na BR-277, bairro Borda do Campo, em São José dos Pinhais.

“Com os três foram apreendidos dois rádios comunicadores, um par de algemas, um revólver calibre 22, outro 38, uma espingarda 28, munição dos três calibres, pólvora e chumbo”, destacou o delegado Robson Barreto, de Campina Grande do Sul.

Os policiais suspeitam que a quadrilha possa ter envolvimento com o roubo a outra chácara por volta das 4h do mesmo dia, em São José dos Pinhais, já que armas semelhantes às que foram encontradas com eles foram levadas do local.

Luciano fez um curso pela internet e começou a trabalhar como detetive particular. Ele abriu uma empresa de segurança no bairro Boqueirão, em Curitiba. “Paulista” e Leandro moram em São José dos Pinhais há pouco tempo e negam envolvimento com os roubos.