“Aos 50 anos, podemos afirmar que a Adepol é uma senhora com uma trajetória de sucesso”, diz o delegado Luiz Alberto Cartaxo Moura, presidente da Associação dos Delegados de Polícia do Estado do Paraná (Adepol), entidade que comemora seu cinqüentenário este mês. Diversas solenidades foram programadas para marcar a data, a começar por um jantar realizado ontem.

Hoje, na sede social – Rua Padre Agostinho, 850, Mercês – é realizada uma assembléia geral extraordinária, para discussão e padronização de ações relativas aos crimes de trânsito (após a nova lei que proíbe o uso de bebidas alcoólicas) e o uso de algemas (também regido por nova lei).

Mais tarde será lançado o livro Seqüestros – Modus Operandi e Estudos de Casos, escrito pela advogada Noely Manfredini em parceria com o delegado Rubens Recalcatti.

No próximo sábado, os aposentados serão homenageados com um almoço e dois sócios-fundadores da Adepol – delegados Almir Chagas Vilela e Namur Prince Paraná – receberão placas comemorativas.

Por fim, no dia 27, culto ecumênico e jantar em homenagem aos ex-presidentes da entidade – com descerramento de placa comemorativa ao Jubileu de Ouro – encerrará os festejos de aniversário.

História

A associação foi criada em 2 de agosto de 1958, na antiga Chefatura de Polícia, que funcionava na Rua Barão do Rio Branco, no centro. A princípio a duras penas, mantinha-se através de modestas reuniões realizadas em locais emprestados.

Atualmente, com um patrimônio avaliado em R$ 5 milhões, possui sede própria nas Mercês, onde também funciona um hotel de passagem (destinado aos policiais do interior e de outros estados); uma sede de praia, em Guaratuba, e garante vários direitos aos seus associados (são 586 entre ativos e aposentados), como seguro de vida, auxílio funeral, assistência médico-odontológica, assistência jurídica e outros.

Obra para muitos

A escritora Noely Manfredini e o delegado Rubens Recalcatti trabalharam dois anos em pesquisas e muitas entrevistas, para que Seqüestros – Modus Operandi e Estudos de Casos ficasse pronto.

O livro aborda legislação, perfil de seqüestradores e diversos casos de seqüestro. O livro será lançado hoje, às 17h, na sede da Associação dos Delegados de Polícia do Paraná, na Rua Padre Agostinho, 850, Mercês.