Um adolescente, de 16 anos, suspeito de matar outro jovem, por uma menina, foi apreendido por investigadores da delegacia de Pinhais, na segunda-feira. O garoto confessou o assassinato de Willian Faria dos Santos, 18 anos, cometido em 12 de abril, na Rua Rio Purus, Weissópolis, em Pinhais.

Para a polícia, o garoto relatou que se aproximou de bicicleta, efetuou os disparos, e jogou o revólver, calibre 32, em um rio, entre Pinhais e Piraquara. “Chegaram denúncias que eles começaram a brigar na escola por causa de uma menina, e fizeram ameaças mútuas”, explica o delegado Fábio Amaro, titular da delegacia de Pinhais.

Estatuto

De acordo com o delegado, pelo menos dez adolescentes, envolvidos com homicídios, foram apreendidos desde janeiro. Este, de 16 anos, foi o segundo em uma semana.

O motivo de tanta violência, segundo Fábio Amaro, seria a pouca punição. “O Estatuto da Criança e do Adolescente é lindo no papel, mas trouxe muito mais direitos que deveres. Um adulto que comete um homicídio qualificado pode pegar de 12 a 30 anos de reclusão. Se for adolescente, fica no máximo 3 anos detido”.