O vídeo registrou a abordagem
a Serafim e o seu espancamento.

Policiais da Delegacia de São José dos Pinhais divulgaram ontem a fita de vídeo gravada pelo sistema de segurança de um banco, em São José dos Pinhais, na qual é exibido o espancamento de Carlos Viana Serafim, 29 anos, funcionário de uma transportadora. O crime ocorreu na noite de domingo, na Rua Joinville, Vila Braga, em São José dos Pinhais. Logo após o assassinato, Rojanio de Souza, 27 anos; Joelson Franck Reis, 32, e Marcos Paulo Augusto, 25, foram presos por policiais militares.

O superintendente daquela delegacia, Altair Ferreira, contou que a gravação mostra Carlos saindo da casa de Rojanio e cruzando com ele. Rojanio é marido da jovem que denunciou que Carlos tentou agarrá-la no interior da moradia. A fita mostra ainda a chegada de um outro homem, que pede ajuda para um terceiro. Os três mandam Carlos sentar e ficam “cuidando” dele por alguns minutos. Um dos três homens pega o telefone celular e disca várias vezes, se irritando. “O vídeo bate com a versão deles, que alegaram ter ligado para a PM e só ouviram uma musiquinha, pedindo para aguardar”, disse o policial.

Morte

De repente a vítima corre. Os três conseguem segurá-la e um dos acusados dá um chute, que derruba Carlos. Ele bate a cabeça no meio-fio e desmaia. Em seguida, os três seguram seus braços e pernas e o levam para um gramado e depois para dentro da casa.

O superintendente ressaltou que a fita é uma peça importante para a acusação. “O que ainda não está explicado é o que o Carlos estava fazendo dentro da casa”, salientou o policial.

De acordo com familiares de Carlos, que fizeram a liberação do corpo no Instituto Médico-Legal (IML), em Curitiba, o rapaz foi visitar um parente na Vila Braga, no domingo.