Chuniti Kawamura
Anderson era viciado.

As ameaças que o adolescente Anderson Felipe Mendes, 16 anos, vinha recebendo nos últimos dias, foram cumpridas. Ele estava desaparecido há três dias e foi encontrado morto, por volta do meio-dia de ontem, com um tiro na cabeça, na marginal da Rua Trindade, próximo à linha férrea, no Cajuru.

O corpo do rapaz foi achado por populares que passavam pelo local e chamaram a Polícia Militar. O perito Fontoura, do Instituto de Criminalística, disse que as condições em que o corpo foi encontrado indicavam que o rapaz tinha sido morto na noite de sábado ou madrugada de ontem.

Os familiares de Anderson contaram à polícia que o rapaz era viciado em crack há três anos e que, ultimamente, era ameaçado. Segundo o investigador Roger, da Delegacia de Homicídios(DH), os parentes da vítima relataram que Anderson estava fora de casa há três dias. ?De acordo com o que familiares contaram, o envolvimento com o tráfico de drogas foi o motivo da morte desse rapaz. Vamos investigar quem o ameaçava e descobrir onde ele esteve antes de ser morto?, contou Roger.