Daniel Derevecki
Aparecido, furto de bronze.

O furto de peças de bronze em túmulos do Cemitério Água Verde levou Aparecido Luiz, 23 anos, para trás das grades. Ele foi surpreendido na tarde de quinta-feira por uma visitante, no momento em que tentava retirar uma placa inserida em uma das sepulturas. Imediatamente, a mulher correu para avisar guardas municipais, responsáveis pela segurança no local. Aparecido foi preso e encaminhado ao 2.º DP (Rebouças), onde foi autuado por furto pelo delegado Dirceu Nascimento. Com o indivíduo foi encontrada uma sacola contendo diversas peças de bronze, pesando aproximadamente quatro quilos.

Aparecido relatou que veio de São Paulo há cerca de dois meses e que estava morando atualmente dentro do cemitério. Para conseguir sobreviver, retirava as peças de bronze, segundo a polícia. O nome dado pelo detido não consta no cadastro de identificação do Estado e há probabilidade que seja falso. Por isso, foram retiradas as digitais dele para que a identidade seja confirmada. Aparecido será encaminhado à carceragem do 3.º DP (Mercês).