Depois de analisar as dezenas de denúncias ao telefone 181, investigadores do 7.º Distrito Policial (Vila Hauer), prenderam duas pessoas em flagrante, vendendo drogas no Boqueirão. Uma delas é a aposentada Neusa Doraci Santos, 58 anos, conhecida pelos policiais como a “Vovó do crack”.

Com ela, foram apreendidos 120 gramas da droga, que depois de separadas para a venda poderia chegar em mais de 400 pedras. O outro preso é Reginaldo Maciel, 21, que estava com 136 gramas de maconha. Há pouco mais de três meses ele já foi preso pelo mesmo crime.

Flagra

Segundo o delegado Clovis Galvão Gomes, todas as ligações do número 181 estão sendo verificadas, e contra Neusa havia pelo menos 12 denúncias. “Os investigadores monitoraram a área da casa dela, por mais de dois dias, e viram a intensa movimentação de pessoas.

Na hora do flagrante, mesmo com ela detida pelos investigadores, tinha gente chegando para comprar entorpecentes”, explicou o delegado. Reginaldo já era investigado por tráfico de maconha.

Ele disse que há três meses, quando foi preso, estava apenas com um baseado. Desta vez, ele usou a mesma alegação. “Não sei de quem é a droga. Sou usuário há bastante tempo, mas não vendo nada”.