Quatro marginais assaltaram uma pizzaria na Rua Guaianazes, na Vila Izabel, no final da noite de segunda-feira. Gabriel Wagner de Oliveira, 18 anos, e Liverson Benete, 33, foram alcançados e presos. Um adolescente, de 16 anos, foi aprendido e outro, da mesma idade, morreu em confronto com um policial militar, que o perseguiu com uma bicicleta emprestada. Quatro rapazes que nada tinham a ver com o assalto foram detidos e até que o mal-entendido fosse esclarecido, cinco equipes da PM passaram 12 horas em delegacias.

Segundo a delegada Luciana de Novaes, da Delegacia do Adolescente, dois bandidos renderam os motoboys do lado de fora e dois entraram e anunciaram o roubo. Os assaltantes mandaram todos ficarem de cabeça baixa, mas um cliente conseguiu avisar a polícia. A viatura chegou rápido, e os ladrões que estavam do lado de fora avisaram os outros. Cada um fugiu em uma direção, todos a pé. Gabriel, Liverson e um dos adolescentes foram pegos.

Apoio

Um rapaz que pedalava com a namorada viu um dos assaltantes descer a Avenida República Argentina, trocando a jaqueta e mudando a posição do boné. Logo depois, o casal encontrou o policial que perseguia o suspeito a pé e o jovem ofereceu sua bicicleta, para que o soldado pudesse alcançar o ladrão.

Na abordagem, o garoto reagiu a tiros e foi ferido no peito, no revide. Socorristas do Siate foram acionados e estiveram às 23h30 na esquina das ruas Santa Catarina e Marquês do Paraná, mas o adolescente não resistiu. Ele não portava documentos, mas foi identificado mais tarde na delegacia. Ele já tinha antecedente por tráfico de drogas e o garoto apreendido, por furto.

Câmeras resolvem confusão

Enquanto uma equipe do 12.º BPM corria atrás dos bandidos, outra equipe chegou em apoio e desconfiou de quatro rapazes, que andavam na Rua Brigadeiro Franco, próximo à Avenida Presidente Kennedy. Os detidos tinham características parecidas com as dos ladrões, que foram levados à pizzaria. Nenhuma das vítimas, por conta do nervosismo, soube dizer quem eram os bandidos e os “falsos” e os verdadeiros foram levados à Polícia Civil.

Enquanto os suspeitos eram ouvidos na Delegacia do Adolescente, investigadores conferiram as imagens das câmeras de segurança do supermercado da Avenida Kennedy. As imagens confirmaram que os quatro detidos na compravam salgadinhos, na hora do assalto, e não teriam chegado a tempo de praticar o crime.

Esclarecido

Depois da confusão esclarecida e de todos os trâmites feitos, já na manhã de ontem, as equipes policiais seguiram com Gabriel e Liverson ao 9.º Distrito Policial (Santa Quitéria). Até que todos os trâmites fossem concluídos e esclarecidos, os militares passaram mais algumas horas no DP, reclamando da demora.