Ainda é grave o estado de saúde do assaltante que levou um tiro na cabeça ao tentar roubar uma banca de jornais no centro de Curitiba, na manhã de quarta-feira. Ele foi ferido acidentalmente quando o dono da banca, apresentado pela polícia apenas como Antônio, reagiu ao assalto. O suspeito continua sem identificação, internado na UTI do Hospital Cajuru.

A delegada Tereza Cristina Posseti deve solicitar a prisão preventiva de Tiago da Silva Maurício, 18, apontado como comparsa do assalto. Ele foi preso logo após o tiro, mas foi ouvido e liberado, por falta de provas, antes que Antônio se apresentasse à polícia.