Um assaltante morreu e outro ficou ferido durante tentativa de assalto a uma lotérica na Avenida Brasília, Novo Mundo. A ação foi frustrada por um suposto cliente ou segurança que atirou nos ladrões e fugiu. Segundo a PM, a mesma lotérica foi alvo de assaltos.

Juan Carlos dos Anjos, 18 anos, e o comparsa, de 15 anos, chegaram armados de revólver, por volta das 17h40. Ao anunciar o assalto, a dupla foi expulsa a tiros do local. Juan, que morava no Parolin, foi baleado duas vezes no peito e tombou em frente à porta da lotérica. Com ele, foi recuperado um revólver calibre 38.

Segundo o soldado Mathias, do 13.º Batalhão da Polícia Militar, o comparsa atirou, mas foi baleado. Ele conseguiu fugir e buscar socorro no Hospital do Trabalhador, onde está internado.

“Quem atirou possivelmente foi um cliente que estava efetuando um pagamento”, supõe o soldado. A câmera instalada no estabelecimento e que poderia ajudar nas investigações não estaria funcionando, segundo informou Mathias.

Outros

A polícia não descarta que a dupla tenha assaltado outros estabelecimentos na região, já que as características dos dois são semelhantes com informações de outros crimes.

Logo que soube do ocorrido, uma ex-funcionária da lotérica correu até antigo local de trabalho e ficou aliviada ao saber que nenhum ex-colega ou cliente foi ferido. “Eu trabalhei aqui entre 2000 e 2004. Só nesse período fomos assaltados várias vezes. Mesmo depois que parei de trabalhar, vinha acudir os funcionários”, disse a mulher aliviada.