O roubo de uma camioneta, segunda-feira, em Pinhais, acabou se transformando em homicídio. Dois empregados de uma empreiteira foram seqüestrados no final da tarde de segunda-feira, durante o assalto. Um homem armado tinha tomado a camioneta Chevy da empresa, levando os dois rapazes como reféns. Às 20h, o corpo de um deles – Reginaldo de Souza, 20 anos – foi encontrado jogado em um matagal da Rua Hélio Schicora, no bairro São Sebastião, em Colombo. Reginaldo foi morto com um tiro na cabeça. O outro funcionário seqüestrado presenciou o assassinato e conseguiu escapar. Já o criminoso fugiu e ainda não foi encontrado pela polícia.

O episódio começou quando um homem armado tomou em assalto a Chevy da empreiteira, com os dois empregados, conforme foi informado aos soldados Wagner, Farias e Santana, do 17.º BPM. Sob a ameaça de um revólver, eles foram obrigados a seguir as ordens do assaltante, que primeiramente mandou o motorista seguir em direção à Vila Zumbi dos Palmares, em Colombo. No caminho, a arma teria disparado e matado Reginaldo, fazendo com que o bandido mudasse o trajeto. Ele mandou que o motorista dirigisse para o local onde o corpo foi encontrado.

Fuga

Como a Rua Hélio Schicora é estreita, outro veículo trancou o caminho da Chevy, depois que o criminoso jogou o corpo de Reginaldo no mato. O assaltante, então, fugiu pelo matagal, liberando o colega da vítima, que voltou com o carro até Pinhais e avisou seu patrão. A polícia foi alertada e o corpo encontrado, enquanto a delegacia de Pinhais tomava conhecimento da história do seqüestro.

Um morador da Rua Hélio Schicora contou ter visto um homem pular o muro da sua residência. “Soltei os cachorros para cercar o invasor, mas ele conseguiu abrir um portão e fugir”, relatou. O bandido foi descrito como moreno-claro, cabelos pretos e encaracolados, porte médio e com idade aproximada de 25 anos. Ele estava usando bermuda escura e camiseta branca. O caso está sendo investigado pela delegacia de Pinhais.